English Español Français



Rede Global de Direitos Civis
Cidadãos comuns de todos os países podem ser membros.
ApresentaçãoContatoHomeOrganizaçãoInscriçõesFórumPatrocínioSala de Imprensa

 

 

 

 

Temos autorização da banda Sabaton para gravar a versão em português de Smoking Snakes

 

 

Projeto Voluntários da Pátria

 

O objetivo é trabalho voluntário para a organização da fase executiva do Programa Voluntários da Pátria que será exposto em detalhes adiante.

Vamos adiantar a estrutura e quem quiser participar ou indicar pessoas para compor essa área administrativa, fique à vontade para indicar os profissionais da sua confiança.

Aqueles que tiverem interesse podem escolher as funções que mais lhes agradam.

Voluntários da Pátria é uma estratégia de mobilização de massas com base em duas ações bem definidas: programa de voluntariado + marketing de incentivo.

Voluntariado: https://youtu.be/IbX2hhIvlc8

Marketing de Incentivo: https://youtu.be/Jjr9eO6Cmok

O vídeo a seguir dá uma visão ampliada daquilo que estamos falando aqui.

Marketing e Comunicação para Entidades do Terceiro Setor (FIRS 2011)

https://www.youtube.com/watch?v=BBBYnBPxiWA

 

 

O projeto de voluntariado + marketing de incentivo visa o engajamento do voluntariado na execução das ações com base num plano de recompensas análogo em muitos aspectos com as situações da vida militar e num sistema de pontuação que é acumulada para cada tarefa concluída com bom êxito.

As recompensas como incentivo serão conferidas com base no atingimento das metas propostas dentro dos conceitos de hierarquia e disciplina e podem consistir em promoção, condecoração, menção honrosa, atribuição de comando sobre uma equipe, avaliação de desempenho e, para o 1º colocado num dado período, uma viagem para Brasília a fim de visitar, por exemplo, o Comando Geral do Exército ou, ainda, o Congresso Nacional e conhecer pessoalmente o Deputado Jair Bolsonaro. Esses exemplos são ilustrativos apenas para dar uma ideia daquilo que se pretende para conquistar principalmente os jovens, resgatando-os da influência esquerdista na sociedade e ensinando-os a combater eficazmente o marxismo cultural e o gramscismo, denunciando a infiltração do comunismo que pretende tomar o Brasil.

Todo plano de marketing de incentivo se baseia num enredo de fundo sobre o qual se desenrola a competição proposta para as equipes. No nosso caso, o enredo proposto é o episódio da Guerra do Paraguai, quando o Imperador editou Decreto convocando cidadãos comuns para compor corpos militares a fim de reforçar e Exército Brasileiro que ficaram conhecidos como os Voluntários da Pátria.

Essa forma lúdica de ação com os jovens deverá ser eficientemente aplicada para transmitir-lhes os verdadeiros valores nacionalistas, conceitos de hierarquia, disciplina, obediência ao comando, combinados com a execução solene do Hino Nacional, atividades físicas moderadas ou outras que venham a ser julgadas adequadas.

O objetivo é difundir em larga escala os Símbolos Nacionais, o patriotismo e o civismo, o resgate da memória do Regime Militar, narrar a História real do Brasil nos últimos 50 anos e promover a defesa da imagem das FFAA no meio dos jovens através de atividades cativantes e enriquecedoras, a fim de neutralizar a influência maléfica esquerdista sobre os nossos jovens, afastando-os do crime e das drogas.

Brincando e ensinando, estaremos arregimentando valiosa militância para a direita política e ao mesmo tempo desmontando a estratégia da esquerda de corromper a juventude nas escolas, igrejas e universidades, bem como restaurando no seio das famílias a moralidade saudável, valores nacionalistas, conservadores e cristãos como são os princípios da imensa maioria da nossa população.

 

O Enredo de Fundo

 


Voluntários da Pátria é a denominação das Unidades militares criadas em 7 de janeiro de 1865, pelo Império do Brasil (1822-1889), para lutarem na Guerra do Paraguai (1864-1870); com as quais buscava-se reforçar o efetivo das forças militares do Exército Brasileiro.

Desprovido de recursos bélicos, sem um exército suficientemente numeroso e instruído, sem condições de revidar adequadamente a ofensa recebida, o Imperador D. Pedro II expediu o Decreto nº 3.371, de 7 de Janeiro de 1865; o qual, apelando para os sentimentos do povo brasileiro, criava corpos militares para o serviço de guerra, com a denominação de "Voluntários da Pátria".

O Imperador D. Pedro II logo partiu para a cidade de Uruguaiana, ocupada pelo exército paraguaio em 11 de setembro. Desembarcou no Rio Grande do Sul e seguiu de lá por terra. A jornada foi realizada montada a cavalo e por carretas, e à noite o imperador dormia em tenda de campanha. Em Uruguaiana apresentando-se no acampamento do exército como o primeiro voluntário da pátria, utilizando essa estratégia política para servir de exemplo tanto aos militares ali estacionados, quanto ao resto do Brasil. Leia mais... https://pt.wikipedia.org/wiki/Volunt%C3%A1rios_da_P%C3%A1tria

 

Objetivos Nacionais Permanentes

 

         Democracia

         Integração Nacional

         Integridade do Território Nacional

         Integridade do Patrimônio Nacional

         Paz Social

         Progresso

         Soberania

         Autodeterminação do Povo Brasileiro

 


O maior problema que temos pela frente é a formação de um clube de cidadãos brasileiros do mais alto nível para nos ajudar a planejar o Brasil que queremos para o Século XXI, fundamentados nos objetivos nacionais permanentes que guardam as nossas Forças Armadas. Ou seja, como nós, sociedade civil, vamos nos organizar para resolver os imensos desafios por que atravessa o país, falando no meio social a mesma linguagem da Força de defesa nacional. Nós sabemos exatamente o que devemos fazer, como e por que, precisamos apenas de pessoas que pensem da mesma maneira, com foco no objetivo de longo prazo, sem se preocuparem de questões pontuais imediatas.

Existe um plano evidente, uma estratégia complexa traçada no cenário internacional sendo disputada por vários atores diferentes, que visa tomar o Brasil utilizando-se de inimigos internos para introduzir uma nova ordem política, jurídica, cultural, econômica e social no nosso país. Algo que pretende substituir a civilização brasileira por um novo modelo enlatado importado.

A nossa situação política doméstica está se tornando cada vez mais radical e instável, dia após dia. As pressões externas também são importantes, principalmente a interferência no país por parte de um número cada vez maior de organismos internacionais.

É necessário e urgente ter a compreensão da dimensão global do assunto, ao mesmo tempo agindo na base da sociedade para frear e reverter a expansão do marxismo no meio da nossa população mais jovem, usando uma abordagem eficiente. Este é o trabalho que pretendemos realizar, cercando a nossa iniciativa de apoio internacional com base na cooperação fundada em valores conservadores de defesa intransigente da vida, da família, da propriedade privada, da livre iniciativa e da ampla liberdade religiosa tradicional do povo brasileiro.

Não consideramos religião doutrinas políticas de dominação que usando discurso religioso promovam a imposição de quaisquer tipos de leis estrangeiras, violência ou xenofobia em solo brasileiro. Repudiamos o comunismo, o nazismo e o fascismo, entendendo que, nas cirunstâncias atuais em que os três poderes da República se encontram simultaneamente desmoralizados e envolvidos em atividades criminosas, a aplicação do art. 142 da Constituição Federal é automática, na hipótese de pesar acusação criminal contra o Presidente da República, o que implica a quebra da cadeia de comando.

Clique aqui para entrar em contato conosco.

Estado Maior -> OBJETIVO – Análise e Formulação de Estratégia

Técnico / Científico / Apartidário

Entidade Legal -> OBJETIVO - Escola de Liderança, Centro de Estudos Estratégicos

1. Departamento Jurídico - Robusto / Consistente

2. Serviço Nacional de Informações

3. Departamento Financeiro

4. Comunicação / Marketing

5. Relações Internacionais

6. Ensino e Treinamento

7. Informática / Internet

8. Outras áreas administrativas

Organização das Lideranças nos Estados

1. Os líderes são parceiros, não existe subordinação com a entidade

2. A entidade não tem qualquer poder sobre os líderes ou a militância

3. O objetivo da entidade é treinar e fortalecer as lideranças

 

 

Objetivo:

Interferir no processo político brasileiro para enfraquecer a base de sustentação da esquerda, criando as condições políticas e sociais necessárias que viabilizarão a integração da direita brasileira com a progressiva ocupação em larga escala de todos os espaços do poder no Brasil.

Valores:

A defesa dos direitos do cidadão brasileiro, da ordem constitucional, da moralidade pública e social, mediante a união de todos pelo Brasil, a pátria, a vida, a família e a liberdade, norteando a estratégia de mobilização da sociedade.

Ações a serem desenvolvidas:

1. Organização de manifestações públicas

Esforço coordenado de articulação nacional entre os grupos da direita política brasileiros, visando à unificação das ações contra o comunismo, o PT e o Foro de São Paulo.
Definição de estratégias e ações para debate com o grupo e aprovação.
Análise de resultados e correção de rumo.

2. Expansão e Treinamento

Coordenar com a área de comunicação a arregimentação de militância do meio impeachmista, quer dizer, o povão que segue aqueles grupos, uma vez que a tese do impeachment restou esvaziada pelo afastamento da Presidente da República.

Treinamento de líderes e treinamento de militância.

Planejamento e desenvolvimento do programa de voluntariado com base no marketing de incentivo para mobilização da militância na execução das ações definidas pela estratégia decidida cientificamente.

3. Mobilização do empresariado nacionalista

Esta área também trabalhará em conjunto com Comunicação e Marketing para produzir material específico de propaganda voltada para o empresariado.

Tem como objetivo estabelecer contatos com o empresariado brasileiro com vistas à obtenção do apoio do setor produtivo nacionalista contra a situação de crise política e institucional que arrasta o Brasil para o abismo econômico e social.

4. Colégio de Líderes

Criação de um grupo exclusivo de líderes para estimular a organização de núcleos locais nas capitais dos estados, dando unidade de comando para as estratégias e ações promovidas em todo o Brasil.

5. Coordenação de líderes, militância e voluntariado

Interface e apoio ao Colégio de Líderes oferecendo suporte, treinamento de liderança e dos programas de ações e de voluntariado a serem realizadas, exercendo avaliação e controle dos grupos para administrar os voluntários em parceria com a área de Expansão e Treinamento para o desenvolvimento de novos projetos de ações.

Militante é aquele seguidor que apenas milita pela causa, voluntário é aquele que se compromete efetivamente com a adesão à realização de tarefas específicas orientadas pelos líderes e formuladas pela área de Expansão e Treinamento.

6. Comunicação e Marketing

a)       Gerenciamento de mídia social

b)       Elaboração de artigos para publicações e mala direta

c)       Análises e pesquisas específicas por região

d)       Transcrição de vídeos

e)       Acompanhamento da mídia, clipping de notícias

f)        Inventário de publicações

g)       Web design

h)       Produção de materiais educativos

i)         Call Center ou Telemarketing

j)         Projetos Especiais: desenvolvimento de veículos como revistas e rádios comunitárias

7. Logística, segurança e transporte

Esta área é responsável pelo levantamento dos aspectos operacionais das manifestações programadas, identificando o local e analisando suas peculiaridades de acesso, disponibilidade de transporte de massa, tráfego, acesso de veículos de apoio como carros de som e outros equipamentos necessários à realização das manifestações.

 

Também está encarregada de elaborar o plano de segurança das manifestações, comunicando à Polícia Militar a realização do evento e convocando dentre a militância pessoal com experiência na área de segurança para garantir o perímetro contra eventuais agressores externos.

8. Relações institucionais com a mídia e demais atores sociais

Promover o relacionamento formal com a imprensa em geral e com órgãos governamentais interessados, ou com outras entidades que desejem se associar aos nossos projetos.

9. Convocação de personalidades representativas da sociedade como artistas, atletas, autoridades e grandes empresários.

Trabalho específico de relações públicas em conjunto com Comunicação e Marketing que visa conquistar o apoio de celebridades para a nossa causa, associando a sua imagem pessoal com a defesa da ordem constitucional e do Estado Democrático de Direito.

10. Financeiro, fiscalização e controle das ações realizadas.

Gerência financeira de todos os projetos, com acompanhamento de auditoria externa acreditada, para o manejo do apoio financeiro dado à organização desta iniciativa.

11. Jurídico

Coordenação e orientação legal das ações do grupo e de todos os departamentos, questões de conteúdo da comunicação e das ações realizadas.

12. Informática

Desenvolvimento de aplicações segundo as necessidades do trabalho e plataforma web para o site do Voluntários da Pátria, atuando em conjunto com Comunicação e Marketing para produção dos conteúdos.

 

COLABORE, APOIE, CONTRIBUA

 

 

Envie sua colaboração de qualquer valor pelo

PayPal, Skrill ou Mercado Pago para:

eyelegal@yahoo.com

 

Você tem o direito de fiscalizar a aplicação dos recursos que doar para esta iniciativa.

Guarde o recibo e cobre os resultados.

Para maiores informações entre em contato conosco.

 



Defendendo a Terra
© eyeLegal - Rede Global de Direitos Civis. Todos os direitos reservados.